site de namoro, encontros

cadastro login

menu
Compartilhe amores possíveis
Compartilhe amores possíveis
Compartilhe amores possíveis
Compartilhe amores possíveis
Compartilhe amores possíveis

SOFRIMENTO, COMO LIDAR COM ELE?

Matéria postada por Conceição Valente
Data da Matéria 34 comentário(s)


A maioria de nós já vivenciou algum tipo de sofrimento na vida, desde nossa mais tenra idade. Tivemos, temos e ainda teremos que lidar com vários tipos de perdas e de desapegos. E é claro que isto pode ser muito doloroso, mais para uns do que para outros, mais ou menos intensos dependendo de sua proporcionalidade à nossa personalidade, e maturidade inclusive a espiritual.


Entre tantos testemunhos de superação ao sofrimento, cito Viktor Frankl, fundador da terceira Escola Vienense de Psicoterapia: Logoterapia - terapia que tem como objetivo ajudar a pessoa a descobrir o sentido de sua vida, que é único para cada um. Trata-se de uma terapia que é aplicada especialmente às pessoas que sofrem com problemas existenciais. As lições doloridas e exigentes que Frankl vivenciou como prisioneiro, durante três anos em vários campos de concentração nazistas, e sua superação antes e após a libertação, são estimulantes para fazer-nos enxergar a vida sob a perspectiva especial da resiliência, e de nos motivar a enfrentar no dia a dia as adversidades e problemas que possam nos acometer.

A superação do sofrimento requer escolhas da pessoa que o vivencia. Pode optar entre várias possibilidades e desenvolver algumas que, sem sentido, são responsáveis por elevar e intensificar o sofrimento e o vazio existencial como a ingratidão, a auto piedade e a revolta, que conduzem ao beco sem saída os indivíduos que imaturamente questionam -“por que comigo?”, “quem me fará feliz?”; “quem me livrará desta dor?”; ou a escapes para vários tipos de vícios alienantes, entre os quais saliento os do uso de entorpecentes; do sexo pelo sexo; das fofocas; do consumismo; do comer demais ou de menos; dependência de pessoas e de coisas; e da escravidão ao trabalho. Tudo isto são “pás” que cavam ainda mais a dor que atinge o sofredor e a outros entes que convivem com ele, como amigos e familiares.

A pessoa que verdadeiramente procura superar o sofrimento é aquela que apesar dele, decide encontrar um sentido para o mesmo.

Frankl (1986) distingue três categorias de valores existenciais: “1. Criativos – dar algo ao mundo, uma tarefa, uma obra, um trabalho; 2. Vivenciais – receber algo do mundo, a experiência do amor, por exemplo; 3. De atitude – posicionar-se diante de sofrimentos inevitáveis.” E este último é o que evidenciamos em nossa reflexão.

Os “Valores de Atitude” se referem ao modo do homem se comportar perante as situações que geram sofrimento e que não podem ser mudadas. “A essência de um “valor de atitude” reside precisamente no modo como um homem se submete ao irremediável (Frankl, 2000, p. 155). O sofrimento convida à descoberta de “valores de atitude”, e encontrando um sentido naquela situação dramática o homem faz a experiência de realizar sua humanidade. Frankl entende que: "o sentido da vida é um sentido incondicional, por incluir até o sentido potencial do sofrimento inevitável". É a oportunidade de transformar o sofrimento em uma conquista” (Frankl, 1989, p. 138).

Segundo ele (1989, p. 83) há sempre a possibilidade da realização de tais valores: -"portanto, quando um homem arrosta um destino perante o qual nada mais pode fazer que aceitá-lo, suportá-lo; tudo está no modo como o suporta, tudo depende de que o carregue sobre si como uma “cruz”.” Frente ao “valor de atitude” o homem, como ser responsável e livre, pode optar sempre por sua realização. É necessário que se compreenda esta resignação e posicionamento quando realmente não for possível modificar a situação do sofrimento. Só neste contexto tem algum sentido, "carregar a sua cruz".

O autor da Logoterapia salienta a importância da pessoa se posicionar de forma positiva, para encontrar um sentido nas dificuldades, discorrendo sobre o que chama de “Tríade Trágica”:- sofrimento, culpa e morte. "Mesmo se a pessoa não puder mudar a situação que causa seu sofrimento, pode escolher sua atitude. Se não for possível mudar a situação, é possível mudar a si mesmo .”(Frankl, 1989, p. 170). Ele afirma que nenhuma pessoa deixa de experimentar estes aspectos da vida e propõe: “que a pessoa adote uma posição de “Otimismo Trágico”, - otimismo ante as dificuldades (tragédias) de modo que possa transformar o sofrimento numa oportunidade para crescimento pessoal, assim como encontrar no sentimento de culpa motivos para mudar a si próprio para melhor e, por fim, fazer da finitude da existência um incentivo para a realização de ações responsáveis”.

A genialidade dos conceitos franklianosl nos indica um posicionamento saudável frente aos reveses com que nos deparamos algumas vezes, em nossas vidas. Compete a nós optarmos pelas possibilidades que nos destroem, como as mencionadas no início de nossa reflexão, ou pelas da reconstrução do nosso destino com eleições sábias e saudáveis, como as indicadas por Frankl.

Conceição Valente, psicóloga, graduada pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Riberião Preto - USP, especialista em Logoterapia.

6 matérias escritas para o amores possíveis

comentários:


Neia - 03/10/2019 20:36:10
Bom hoje volto aqui depois de meses,pr dizer que coloquei em prática e consegui me superar mais rápido do que pensei tenho deixado pessoas entrar na minha vida os conheço sem medo deles machucar me, tenho conhececido pessoas maravilhosas mais eu hoje estou mais cautelosa,não tenho deixado as pessoas entrar e bagunçar meus sentimentos foco no que realmente eles querem de verdade assim estou protegendo a mim mesma.

Dudi - 24/09/2019 23:54:07
No momento estou passando por um momento muito turbulento, parece que entrei em um túnel sem saída! O sofrimento é enorme,nada está dando certo,estou perdido,ainda por cima descobri que não tenho mais fé,ou melhor nunca tive! Torcendo para Lei do Universo me enviar socorro!!!

SilvioJr0308 - 18/09/2019 11:53:58
Viva o presente, porque o passado já foi e o futuro não sabemos o que acontecerá. É aquele ditado: O homem faz planos e Deus dá risadas...

Joi - 04/09/2019 06:32:22
Olá! Eu vivi o maior sofrimento de uma separação, descobri que meu marido me traía a exatos 1 ano após perder meu pai, fui casada 17 anos e desses 7 foi só traições, descobri que meu marido tinha outra família e o meu mundo desabou, fiquei muito ruim, me isolei, me afastei da família, dos amigos do trabalho e de todos, entrei em uma depressão q só queria ficar no meu quarto e no escuro, não comia, não dormia, abandonei minha casa e meus filhos para ficar nesse mundo escuro onde eu tentava me esconder e fugir, foram quase 45 dias de puro isolamento, mas depois eu fui ver q nada era mais importante que eu e meus filhos, que eu era a única pessoa que poderia me tirar daquele buraco, foi aí que depois de muitas lágrimas e conversas com Deus, saí dali uma outra mulher, com outra mente, com outros objetivos, ser feliz da forma mais justa e fiz daquela situação um alicerce para uma nova etapa da minha vida, hoje ainda estou separada à 3 anos, continuo só, estou em paz comigo mesma, sou feliz com meus filhos q são o bem mais precioso q tenho e a vida que segue, " Nós somos responsáveis pelos nossos atos e decisões" precisamos nos valorizar e crer q Deus está sempre pronto a nos ouvir.

Regina Medeiros - 17/07/2019 17:47:41
Como já falei o texto de Conceição Valente é perfeito e diz tudo grande inteligência com ajuda de Frakl que é também uma pessoa rara e inteligente temos que passar por o sofrimento é uma maneira de crescer e faz parte da vida machuca muito e depende de cada um sofrer mais ou menos depende da cabeça de cada pessoa se livrar mais rápido do sofrimento ou não é como é visto cada um tem um pensamento diferente e sabe como reagir é ruim sei que é mas infelizmente temos que passar.

Neia - 09/07/2019 21:10:57
Vou botar em prática o que li pr ver se dou uma mudada em mim mesma. Conheci uma pessoa aqui ela destruiu minha vida meus sentimentos choro demais não consigo esquece ló doi muito ele me humilhou desprezou tenho sofrido horrores,até pq eu tinha saído de um inferno de um casamento que só sofria pensei que tinha encontrado meu grande amor foi somente ilusão nada além de destruições sem pena sem arrependimento da parte dele,preciso superar mais não consigo tenho muitas recaídas mais é de lágrimas e dor,quando penso que estou bem ele vem em minha mente eu desabo não aguento preciso focar minha vida em algo pr viver pr alguém que queira me amar de verdade e nao sei como fazer estou destruturada não posso da chance pr ninguém não estou preparada tenho perdido pessoas lindas por conta desse sentimentos que não vai da em nada

Felizsempre - 22/11/2018 15:25:57
É pura verdade, legitimo texto para reflexão!!!!!

Daniele - 15/11/2018 23:00:02
Gostei demais dessa matéria e vou inclusive pesquisar mais sobre a Logoterapia. O meu sofrimento existencial é desde q me entendo por gente. Fui uma criança adulta, sempre ansiosa e preocupada, uma adolescente problemática e hj sou uma adulta beirando a loucura.

Morena - 09/10/2018 12:39:40
Perde alguém que ama e muito ruim, quando meu marido faleceu queria morrer também,foram seis meses de solidão,choro ,tristeza,amargura ,revolta.Mas hoje superei a perda e agradeço aos amigos que me me ajudaram .

Gata Borralheira - 10/09/2018 03:10:50
Eu conheci meu grande amor aqui e vivemos juntos por mais de quatro anos. Ele se foi e eu não me conformo, a minha vida não tem mais sentido pra mim.

Ana - 10/09/2018 00:28:53
Nunca estamos preparados para uma separação!!

Sandro - 05/07/2018 11:19:28
Estou passando por isso, está sendo muito difícil, dói demais.

Dinei - 28/06/2018 07:57:31
Muito bom

Ana carinho - 15/06/2018 21:25:26
Como dói a dor do abandono. É horrível acreditarmos e depositarmos total confiança em alguém e de repente ele te trair e sumir como se vc fosse um lixo QUALQUER. É assim que me sinto.

Edu.lucio.copa@g - 10/06/2018 22:28:57
Recém separado, muito dolorido, só de lembrar me machuca bola p frete.

Eneilza - 01/05/2018 19:00:08
Estou sofrendo muito com uma separação depois de vinte anos

Cida - 21/04/2018 19:12:19
"De repente você adquire o dom de agradecer à Deus até mesmo as coisas que te decepciona, porque você acredita fielmente que isso é necessário para que seu futuro seja melhor." Depositei toda a confiança numa pessoa que conheci pela a internet tudi parecia muito bom na nossa relação ate que um dia ele se deparou viu uma fase difícil quw eu eatava passando com minha filha de 13 anos ela estava se automutilando os seus braços, coxas , pernas, punhos e ele chegou pra mim dizendo que eu teria que desprezar ela entregar ela pro pai dela e eu nao ficar de braços ela enfim eu ja. Gostando muito dele sofri e ate hoje gosto muito dele mas em nome da minha filha e por ela rompi com ele meu elo com ele.... esta doendo mas foi preciso... exuate namorado mas ex filho nao existe

Patrícia - 11/04/2018 23:20:50
É necessário muita fé e esforço pra conseguirmos superar. As vezes mesmo com o tempo passando, se não tratarnos as feridas mesmo que gradativamente, creio que não há possibilidade da cura. Porque sempre vamos adiando e esperando um dia as lutas passarem. Sempre em frente! É o que almejo. Valeu

Jade - 06/03/2018 19:21:40
Adorei, Obrigada!

MARROM BOM BOM - 28/02/2018 08:38:28
É preciso enxergar o lado positivo das coisas. Tenha em mente que certas coisas não acontecem no momento em que queremos, porque sempre virá algo melhor. Mantenha-se firme diante das dificuldades. Elas fazem parte do processo, no entanto, jamais deixe de acreditar que tudo é possível quando se tem fé.


 01  02   Próxima Página  Última Página

(Página 1 de 2)

Para enviar um comentário, é necessário cadastrar-se.


17 anos de sucesso

compartilhe
Compartilhe amores possíveis
Compartilhe amores possíveis
Compartilhe amores possíveis
Compartilhe amores possíveis
Compartilhe amores possíveis


© 2002-2019 amores possíveis.
Todos os direitos reservados - v3.0.7