encontro, paquera, namoro

Matérias sobre relacionamento
Casal do amores possíveis, namorados


Liih.1700, 21 anos, site de namoro
pegadadeafricano, 19 anos, novo amor
Flor.1781, 32 anos, paquerar
abel.1701, 46 anos, par perfeito
Nane.1705, 40 anos, relacionamento casual
icaro.1700, 24 anos, bisexual
Cida.1734, 43 anos, romance ideal
Matheus.1714, 22 anos, Amores Possíveis
KaCris.1700, 43 anos, namorada gratis
moreno.1793, 21 anos, solteira
Bruninha .1701, 23 anos, homossexual
edson.1715, 18 anos, solteira
Amanda.1716, 38 anos, site de namoro
5.3 Perdido, 52 anos, match com
Ene.1703, 52 anos, par perfeito
philipe_, 21 anos, site de relacionamento
Aninha0607, 18 anos, site de namoro brasileiro
Ankito.1700, 71 anos, alma gemea
Liza .1700, 24 anos, site de namoro
Comando226, 56 anos, site de namoro gratuito
Bethi.1700, 36 anos, site de namoro brasileiro
shell01, 48 anos, namorado gratis
linda.1746, 70 anos, site de namoro brasileiro
Ale.1756, 25 anos, paquerar
SemApelido-1118338, 21 anos, tinder
tatá.1741, 55 anos, solteira
anjo.1726, 42 anos, namorada gratis
Nogram, 31 anos, paquerar
lethicya21, 20 anos, chat
Anand.1701, 22 anos, tinder
emma.1701, 17 anos, site de relacionamento
carioca.1711, 50 anos, bisexual
Ellen.1708, 52 anos, namorada gratis
David.1712, 25 anos, homossexual
FLOR DE SAL, 41 anos, novo amor
grafit.1700, 29 anos, par perfeito
SAFADINHA.1710, 34 anos, Amores Possíveis
1xl16b, 32 anos, paquerar
Aninha.1749, 37 anos, site de namoro gratuito
Ssergio88, 33 anos, solteira
Je28, 29 anos, relacionamento casual
19marcos79, 37 anos, site de namoro gratuito
nicy.1701, 44 anos, chat
carinhoso.1713, 37 anos, nova namorada
Ane.1719, 41 anos, Amores Possíveis
gordinho.1707, 55 anos, almas gemeas
Diana.1708, 37 anos, nova namorada
Sousa.1713, 36 anos, Mulheres para namoro
Rita.1707, 39 anos, gay
Rog.1701, 41 anos, solteira
Nefertary.1700, 42 anos, nova namorada
Wendel .1700, 24 anos, gay
Jade_West, 17 anos, namorada gratis
gabrielmariano27, 18 anos, namorado gratis
debh.1700, 30 anos, site de relacionamento
sid.1703, 33 anos, namorada gratis

compartilhe com seus amigos
compartilhe com seus amigos
compartilhe com seus amigos
AMAR E GOSTAR

Matéria postada por Conceição Valente
Data da Matéria 47 comentário(s)


Há uma diferença enorme entre estes dois verbos amar e gostar, mas frequentemente são usados como sinônimos.

Gostar é um sentimento que brota espontaneamente na pessoa. Gostamos de pessoas que achamos simpáticas, ou que nos beneficiam, mas deixamos de gostar daquelas que nos são antipáticas, ou que nos fazem mal. A liberdade de escolha de gostar, ou não de alguém é nula pois não podemos optar pelo que sentimos. Nossa área de liberdade não se encontra no que naturalmente sentimos, mas está no que podemos fazer com tal sentimento.


O gostar geralmente está associado ao prazer. Gostamos das pessoas que interpretamos como boas para nós, o quanto podem nos fazer felizes, e quanto suas presenças nos fazem bem e, deixamos de gostar quando as pessoas não nos são simpáticas, quando nos maltratam e quando não são o que esperamos das mesmas.

Quando os relacionamentos entre pessoas fixam-se exclusivamente no gostar, sem evoluir para o amar, surgem frequentemente hostilidades, muitas brigas, ciúmes, controle, egocentrismo e traições. O alcance de realização afetiva aqui é fugaz, “eterno enquanto dura”, egoísta, visando exclusivamente a satisfação individual. A atração pelo outro é por um traço de beleza ou de personalidade, não pelo ser total deste.

O amor é uma moção espiritual, não no sentido teológico, mas no que Viktor Frankl, autor da Logoterapia, chama de dimensão ontológica do ser humano. Esta dimensão é exclusiva do mesmo. O que diferencia o ser humano dos outros animais é a sua dimensão espirtual, sendo que estes possuem somente as dimensões biológica, psíquica e social.

O amor pode se originar no sentimento de gostar, mas, sendo moção espiritual, trata-se uma escolha. Ama-se sem se preocupar com ganhos que possam ser obtidos no relacionamento. Ama-se o outro, não para ser feliz, mas para fazê-lo feliz. Amor é sempre maior que o ego e nesta transcendência é capaz de justificar e perdoar os erros do outro.

São Paulo define claramente o amor, em I Cor 13,2.4-8, chamando-o de caridade:- “...se não tiver caridade, não sou nada.” 4-7 “A caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja. A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante. Nem escandalosa. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade. Tudo desculpa tudo crê, tudo espera, tudo suporta. A caridade jamais acabará.”

O amor capacita e fortalece o ser que ama, favorecendo:

- Formar unidade.

- Reconhecer o caráter único e irrepetível do outro.

- Percepção especial do ser amado: o vê além dos defeitos.

- Amizade, empatia, sintonia, intimidade, responsabilidade pelo encontro assumido, fidelidade independente de leis, mas dependente da própria consciência.

- Abertura para formar comunidade. Um filho gerado no amor, é verdadeiramente assumido e reconhecido como fruto do mesmo.

- Aceitação do diferente – não compactua com preconceitos

Somos livres para amar, ou não. Podemos escolher com muita facilidade amar a pessoa que gostamos, mas podemos optar, apesar das imperfeições e das feridas causadas pelo outro, a amá-lo. Não que isto seja fácil, mas podemos escolher, a despeito da dificuldade, tomar a decisão do amor e do perdão. Podemos amar a quem não gostamos. Que maravilha ficar livre da mágoa – “má água”, que nos envenena enquanto não a liberamos, através do perdão!

Quando se ama, se fala em transcendência do eu, de algo que é eterno e até mesmo mais forte do que a morte, como nos ensina o Livro Sagrado, em Cântico dos cânticos 8, 6a. Ao perder alguém, que foi embora, ou que morreu, o amor continua existindo e jamais será aniquilado pela ausência do ser amado. Amar é a mais nobre escolha que o ser humano é capaz de fazer e desta forma conseguir viver a plenitude de seu ser.

Sintetizando tudo, termino com as sábias palavras de Madre Tereza de Calcutá:




Conceição Valente, psicóloga, graduada pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Riberião Preto - USP, especialista em Logoterapia.

3 matérias escritas para o amores possíveis

comentários:


Jorge 5958 - 21/04/2016 06:18:45
Acredito sim que amor é caridade. Mas o que une um homem a uma mulher é sexo, o primeiro motor da existência física. AMOR mesmo não tem explicação, é um dom divino que desenvolvemos a duras introspecções ou fugimos como covardes, aliás é o que mais acontece.

bébé.1624 - 18/04/2016 15:50:05
Gostei

mauricinho.1600 - 15/04/2016 17:34:24
Gostei

tide.1600 - 13/04/2016 17:55:33
MUITO LINDO E PRATICAVEL""""""

Thiago Nakashima - 13/04/2016 12:07:42
obg, menvis

Menvis.1600 - 12/04/2016 18:40:39
Concordo plenamente com o Thiago....

Thiago Nakashima - 12/04/2016 11:58:45
ótimo texto, sem duvida amor é a melhor coisa do mundo e que ainda tem no mundo


Primeira Página  Página Anterior   01  02  03 

(Página 3 de 3)

Para enviar um comentário, é necessário cadastrar-se.




15 anos de sucesso

mais...
contato
publicidade
termos de uso
mapa do site

matérias sobre relacionamento
quanto dura uma paixão? (52)
perdoar é recordar com amor (24)
o que merece cada um (19)
amar e gostar (47)
amores possíveis (163)
namoro a distância (227)
feliz recomeço! (134)
amor ainda está na moda! (245)
viktor frankl - o amor, sentido de nossas vidas (67)
encontrar o amor (240)

compartilhe
compartilhe com seus amigos
compartilhe com seus amigos
compartilhe com seus amigos



© 2002-2017 amores possíveis.
Todos os direitos reservados - v4.5