relacionamento, namoro

cadastro login

menu
compartilhe com seus amigos
compartilhe com seus amigos
compartilhe com seus amigos

AMAR E GOSTAR

Matéria postada por Conceição Valente
Data da Matéria 59 comentário(s)


Há uma diferença enorme entre estes dois verbos amar e gostar, mas frequentemente são usados como sinônimos.

Gostar é um sentimento que brota espontaneamente na pessoa. Gostamos de pessoas que achamos simpáticas, ou que nos beneficiam, mas deixamos de gostar daquelas que nos são antipáticas, ou que nos fazem mal. A liberdade de escolha de gostar, ou não de alguém é nula pois não podemos optar pelo que sentimos. Nossa área de liberdade não se encontra no que naturalmente sentimos, mas está no que podemos fazer com tal sentimento.


O gostar geralmente está associado ao prazer. Gostamos das pessoas que interpretamos como boas para nós, o quanto podem nos fazer felizes, e quanto suas presenças nos fazem bem e, deixamos de gostar quando as pessoas não nos são simpáticas, quando nos maltratam e quando não são o que esperamos das mesmas.

Quando os relacionamentos entre pessoas fixam-se exclusivamente no gostar, sem evoluir para o amar, surgem frequentemente hostilidades, muitas brigas, ciúmes, controle, egocentrismo e traições. O alcance de realização afetiva aqui é fugaz, “eterno enquanto dura”, egoísta, visando exclusivamente a satisfação individual. A atração pelo outro é por um traço de beleza ou de personalidade, não pelo ser total deste.

O amor é uma moção espiritual, não no sentido teológico, mas no que Viktor Frankl, autor da Logoterapia, chama de dimensão ontológica do ser humano. Esta dimensão é exclusiva do mesmo. O que diferencia o ser humano dos outros animais é a sua dimensão espirtual, sendo que estes possuem somente as dimensões biológica, psíquica e social.

O amor pode se originar no sentimento de gostar, mas, sendo moção espiritual, trata-se uma escolha. Ama-se sem se preocupar com ganhos que possam ser obtidos no relacionamento. Ama-se o outro, não para ser feliz, mas para fazê-lo feliz. Amor é sempre maior que o ego e nesta transcendência é capaz de justificar e perdoar os erros do outro.

São Paulo define claramente o amor, em I Cor 13,2.4-8, chamando-o de caridade:- “...se não tiver caridade, não sou nada.” 4-7 “A caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja. A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante. Nem escandalosa. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade. Tudo desculpa tudo crê, tudo espera, tudo suporta. A caridade jamais acabará.”

O amor capacita e fortalece o ser que ama, favorecendo:

- Formar unidade.

- Reconhecer o caráter único e irrepetível do outro.

- Percepção especial do ser amado: o vê além dos defeitos.

- Amizade, empatia, sintonia, intimidade, responsabilidade pelo encontro assumido, fidelidade independente de leis, mas dependente da própria consciência.

- Abertura para formar comunidade. Um filho gerado no amor, é verdadeiramente assumido e reconhecido como fruto do mesmo.

- Aceitação do diferente – não compactua com preconceitos

Somos livres para amar, ou não. Podemos escolher com muita facilidade amar a pessoa que gostamos, mas podemos optar, apesar das imperfeições e das feridas causadas pelo outro, a amá-lo. Não que isto seja fácil, mas podemos escolher, a despeito da dificuldade, tomar a decisão do amor e do perdão. Podemos amar a quem não gostamos. Que maravilha ficar livre da mágoa – “má água”, que nos envenena enquanto não a liberamos, através do perdão!

Quando se ama, se fala em transcendência do eu, de algo que é eterno e até mesmo mais forte do que a morte, como nos ensina o Livro Sagrado, em Cântico dos cânticos 8, 6a. Ao perder alguém, que foi embora, ou que morreu, o amor continua existindo e jamais será aniquilado pela ausência do ser amado. Amar é a mais nobre escolha que o ser humano é capaz de fazer e desta forma conseguir viver a plenitude de seu ser.

Sintetizando tudo, termino com as sábias palavras de Madre Tereza de Calcutá:




Conceição Valente, psicóloga, graduada pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Riberião Preto - USP, especialista em Logoterapia.

6 matérias escritas para o amores possíveis

comentários:


nana - 09/05/2016 21:42:53
ótimo conhecer alguém, amar e ser amado, gostar e ser gostado, então procuro alguém que me queira de verdade.

Beneilson - 06/05/2016 11:10:18
Verdade porque acho que o amor não é só ter a pessoa do lado é demostrar todo dia esse amor pra que se fortaleça todo dia!

tyssa - 04/05/2016 17:52:03
perfeito

marcym23 - 02/05/2016 20:31:01
já tentei inumeros relacionamentos. Minha esperança está aqui nesse site, tomara que de certo.

EXPERIENTE - 28/04/2016 11:15:22
Esta definição é perfeita, pois, como é difícil separar estes sentimentos e saber realmente quando estamos amando ou somos amados verdadeiramente. Descobrimos com a vivência que mesmo estando com uma pessoa durante muitos anos, em certo momento descobrimos que ela nunca nos amou de verdade.

Ane Silva - 27/04/2016 20:27:14
Pra mim fugir do amor, ainda é minha melhor opção! Unir duas pessoas que não se conhecem, sangue/sentimento, conceito diferentes não dá certo. Vivo essa realidade.

mei - 26/04/2016 09:14:15
isso explica claramente a diferenças de gostar e amar

Libriana - 26/04/2016 01:01:10
Eu quero muito viver um Grande Amor!!! Acredito que exista em algum lugar um alguém com quem eu possa compartilhar tanto Amor, que não demore muto a chegar... rsrs Enquanto isso... minha busca é constante!! Abraçoss

dinda - 22/04/2016 18:13:22
Ainda que eu falasse a língua dos homens e falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria.

cido68 - 22/04/2016 12:03:54
Amar de maneira incondicional não é tão simples, tão fácil. Aquele que pregou o amor na sua plenitude e viveu esse amor foi morto pregado numa cruz. Mas de fato acredito que está deva ser a nossa busca, o amor na sua plenitude.

GOSTOZIN - 21/04/2016 22:35:57
gostei!

Fran - 21/04/2016 10:24:52
Feliz aquele que tem a capacidade de expressar o amor, o amor é vida, o amor é tudo, nada valerá apena se não tiver amor ...viva o amor.

Jorge 5958 - 21/04/2016 06:18:45
Acredito sim que amor é caridade. Mas o que une um homem a uma mulher é sexo, o primeiro motor da existência física. AMOR mesmo não tem explicação, é um dom divino que desenvolvemos a duras introspecções ou fugimos como covardes, aliás é o que mais acontece.

bébé - 18/04/2016 15:50:05
Gostei

mauricinho - 15/04/2016 17:34:24
Gostei

tide - 13/04/2016 17:55:33
MUITO LINDO E PRATICAVEL""""""

Thiago Nakashima - 13/04/2016 12:07:42
obg, menvis

Menvis - 12/04/2016 18:40:39
Concordo plenamente com o Thiago....

Thiago Nakashima - 12/04/2016 11:58:45
ótimo texto, sem duvida amor é a melhor coisa do mundo e que ainda tem no mundo


Primeira Página  Página Anterior   01  02  03 

(Página 3 de 3)

Para enviar um comentário, é necessário cadastrar-se.



16 anos de sucesso

compartilhe
compartilhe com seus amigos
compartilhe com seus amigos
compartilhe com seus amigos


matérias sobre relacionamento
amputações (32)
sofrimento, como lidar com ele? (18)
precisamos falar sobre o fim (25)
abra a janela (49)
o intolerável da vida (15)
a vontade sob controle (29)
nascemos para dar certo! (70)
quanto dura uma paixão? (68)
perdoar é recordar com amor (45)
o que merece cada um (36)
ver +


mais...
por que me cadastrar?
contato
publicidade
termos de uso
mapa do site


© 2002-2018 amores possíveis.
Todos os direitos reservados - v2.3.0